Novidades

Artigo: “Aposentadoria tranquila: Cinco dicas fundamentais para ter conforto e qualidade de vida no futuro” por Davison Pereira

13 de outubro de 2014 - por Ação Jovem sem comentários

  • Crédito: Funcesp / Divulgação

    O consultor do Vida Investe, iniciativa da Funcesp na área de educação financeira e previdenciária, Davison Pereira, apontou cinco dicas essenciais para uma aposentadoria tranquila. Planejamento e qualidade de vida são essenciais. Confira abaixo as orientações do especialista:

    1. Quanto antes você começar a poupar, melhor

    De acordo com Davison, quanto mais cedo você começar a fazer investimentos, mais o dinheiro trabalhará por você. Dessa forma, o esforço a ser feito no futuro é muito menor. “Se você começar a poupar aos 25 anos, considerando uma taxa de juros de 5%, basta dispor de R$123,00 por mês para conquistar um saldo de R$ 100 mil reais aos 55 anos de idade. Caso você comece mais tarde, aos 45 anos, por exemplo, terá que separar R$648,00 por mês para alcançar o mesmo objetivo”.

    2. Ter um projeto de vida

    “Para realizar seus projetos futuros é preciso saber aonde se quer chegar e quais são os planos de aposentadoria. Assim, você saberá de quanto você terá que abrir mão enquanto ainda está trabalhando”, afirma o consultor.

    3. Colocar novos gastos na ponta do lápis

    Na preparação para a aposentadoria, Davison diz que é necessário considerar outros gastos que surgem nessa fase da vida, como, por exemplo, o plano de saúde. “Depois que você se aposenta, a empresa deixa de custear esse benefício. Por isso, é importante direcionar os recursos para ter a mesma qualidade de vida que tinha enquanto era um trabalhador ativo”.

    4. Ficar de olho nos depósitos do INSS

    O acompanhamento dos depósitos no INSS, feitos pelas empresas onde trabalhou, deve começar cedo, segundo o consultor. “Recomendo que agendem um horário em um posto de atendimento da Previdência Social para obter a senha de acesso ao Cadastro Nacional de Informações Sociais. Com ela, é possível acompanhar pela internet se os depósitos estão sendo feitos pelo empregador corretamente e, assim, não ter surpresas no futuro”.

    5. Buscar a melhor alternativa de investimento e observar as taxas

    Antes de optar pelo melhor plano de previdência de acordo com o seu perfil, seja um PGBL ou um VGBL, buscar informação, principalmente sobre as taxas de administração e de carregamento, é essencial. “Alguns produtos têm tarifas cobradas sobre o capital acumulado e também sobre os rendimentos. Em alguns casos, essas taxas podem representar uma perda de até 30% para o trabalhador, por isso é necessário ficar de olho”, afirma Davison. Para quem tem a possibilidade de participar de um fundo de pensão, como a Funcesp, trata-se de uma ótima alternativa de investimento, explica Davison. “Não são cobradas tarifas e as empresas que mantêm os fundos contribuem com aportes mensais, ajudando, assim, seus profissionais a ter uma aposentadoria mais tranquila”, conclui o consultor.

     

Comentários