Novidades

Você já vive na web. Por que não investir em ações via internet?

15 de dezembro de 2011 - por Ação Jovem sem comentários

  • Você já parou pra pensar que estamos sempre conectados à internet e podemos fazer praticamente tudo: conversar com os amigos, aquelas comprinhas básicas, ficar por dentro das notícias e mais uma infinidade de coisas? Por que não investir via internet? Pois fique sabendo que essa facilidade já existe.

    O Home Broker é um sistema pelo qual o investidor pode negociar as ações de sua carteira via internet. Esse instrumento colaborou com a popularização do mercado acionário, no caso do Brasil surgiu em 1999. Nele é possivel enviar ordens de compra e venda no site da sua corretora, mas para isso é necessário saber se a sua disponibiliza este serviço.

    Na hora de escolher a corretora preste bem atenção nas taxas de corretagem. Faça uma relação entre o valor a ser investido e o valor a ser pago nas funcionalidades oferecidas. Algumas disponibilizam relatórios em tempo real, acompanhamento do livro de ofertas, acesso a gráficos e ferramentas de análise técnica, consulta à analistas durante o pregão, blogs, chats, fóruns e canais de TV. A maioria dos Home Brokers apresenta uma ferramenta bem bacana chamada Stop. Com ela o investidor pode limitar as perdas e evitar depender apenas do próprio emocional na hora de vender um ativo que está caindo. Para realizar as melhores escolhas entre funcionalidades e corretoras, avalie bem suas necessidades e pretensões.

    Outro cuidado ao investir online é com a segurança do seu computador: nunca revele a sua senha, tenha um bom programa de antivírus, atualize sempre o navegador e acompanhe sempre as movimentações de sua conta por meio de extratos periódicos. Ah! E fique atento à sua conexão. Não adianta nada ter o melhor desktop ou notebook se a conexão for lenta ou instável.

    O internauta Alberto Meireles – contou pra gente via facebook – que investe via Home Broker há 5 anos e sugere para investidores iniciantes “diversificar seus investimentos em ações que atuam em segmentos de consumo, energia elétrica, infraestrutura, construtoras e empresas que pagam bons dividendos”. Já a twitteira Chirstianne Baiarde, ainda tem dúvidas e receios de utilizar sozinha o Home Broker, por isso usa apenas simuladores, que é uma ótima opção de treino.


    Apesar de ser inovador, o sistema Home Broker também apresenta riscos: ações são ativos de renda variável, portanto o ideal é que você espere um retorno a longo prazo e planeje-se bem. Um bom investimento via Home Broker começa com educação financeira, manejo de risco e tecnologia.

    Ficou interessado? A BM&FBOVESPA criou um site com dicas bem legais para escolher sua corretora – lembre-se de optar sempre por uma corretora cadastrada na BM&FBOVESPA: http://ow.ly/7Yjod
    Para os iniciantes, aqui vai uma lista de simuladores. Divirta-se: http://ow.ly/7Zgae

Comentários