Novidades

Comprovante de pagamento só serve pra juntar poeira, fala sério? Não é bem assim…

13 de dezembro de 2011 - por Ação Jovem sem comentários

  • É uma papelada sem fim. Quando estamos no auge dos espirros, procurando por alguma conta ou comprovante em meio à poeira, pensamos: precisamos mesmo de todos estes papéis? Infelizmente, sim. Um recibo ou declaração comprova que você pagou uma conta. Já pensou se você for chamado a pagar novamente?

    O tempo de armazenamento varia de acordo com a importância do documento. Veja aqui alguns:

    - Contas de água, luz, telefone, consórcios, seguros, convênios médico e mensalidade escolar, devem ser guardadas por cinco anos.

    - Comprovantes de pagamento de aluguel e condomínio: no caso do aluguel por três anos. Para os comprovantes de condomínio, cinco anos.

    - Certificados de garantia e notas fiscais devem ser guardados até o final da vida útil do produto.

    - Faturas de cartões de crédito: 1 ano é o suficiente.

    - Declarações de imposto de renda e comprovantes devem ser armazenados por 5 anos. Esse é o prazo da Receita Federal para contestar os dados legalmente.

    - Comprovantes de pagamento de financiamentos devem ser guardados pelo tempo que durar o financiamento. Ao fim do período, peça à empresa financiadora um comprovante de que a dívida foi quitada.


    Para a felicidade dos armários e pastas em 2009 entrou em vigor a Lei 12.007/2006. Ela obriga os fornecedores de serviços como luz, telefone, seguros, convênios e etc.- a enviar aos clientes uma declaração de quitação de débito anual. Logo, ao invés de guardarmos 12 comprovantes por ano, ficamos apenas com 1. Se com a lei já temos uma montanha de papel, imagine sem ela? Mas fique de olho, cartões de crédito, condomínio e aluguel não foram contemplados por essa lei.

Comentários