Novidades

BBB, AAA, CCC…afinal, o que significam as notas de rating?

6 de dezembro de 2011 - por Ação Jovem sem comentários

  • Vemos nos noticiários que agências globais de rating classificam – através de notas – países, bancos e até empresas. O que significam essas notas em forma de letras? Quais são as agências responsáveis por isto? Relaxa aí, vamos explicar tudinho.

    Para começo de conversa vamos ao termo rating. Na verdade não há uma tradução específica, mas significa algo como classificação de risco. O rating é o mecanismo que avalia a qualidade de crédito de uma empresa, um país, um título ou até mesmo uma operação estruturada.

    Na hora da classificação, são levados em conta a situação financeira de um país, as condições do mercado mundial, a opinião de especialistas da iniciativa privada, fontes oficiais e acadêmicas. Para entender as classificações basta comparar: notas boas na facul significam que você fez suas obrigações, certo? No rating é a mesma coisa.

    Tá, mas e eu com isso?
    Um bom desempenho atrai investimentos estrangeiros para o nosso Brasil, pois entende-se que o país, empresa ou banco é um bom pagador (não vai dar o calote, ou o chamado default). Além disso, quem fez o dever de casa recebe o título de “grau de investimento”. Já quando houver um risco razoável, o avaliado fica com a legenda de “grau especulativo”.


    Entre as principais agências globais estão a Moody´s, Standard & Poor’s e a Fitch Ratings. Seus ratings são esperados, e muitas vezes temidos, pelo mundo inteiro. Cada uma tem o seu método de notas e classificação. Olha só:

    Mas aí você se pergunta, em novembro a Standard & Poor´s elevou a nota do Brasil de “BBB-” para “BBB”, o que significa então este sinal? É simples, cada sinal representa uma subdivisão entre as notas. Vamos pegar um exemplo, “BBB-“ significa que o avaliado ainda teria risco de rebaixamento em relação à nota anterior. No caso da nota “BBB+” indica forte probabilidade de elevação no próximo rating. Caso não haja nenhum sinalzinho, aquela classificação não possui chances mudança nos dois anos seguintes. Mole, não é?

Comentários