Novidades

Como investir a grana do 13°?

2 de dezembro de 2011 - por Ação Jovem sem comentários

  • Dezembro começando e o trabalhador logo pensa: este mês tem salário extra, uhul \o/. O bônus salarial de fim de ano pode cair do céu para muitas pessoas, afinal nesta época do ano sempre surgem despesas extras como presentes de natal, IPVA e gastos com as férias de verão. Mas você já pensou em investir a grana do seu 13°?

    As opções vão depender do seu perfil, objetivo e tempo. Para os mais conservadores e com menos tempo, as opções em renda fixa são as mais indicadas. Já para aqueles que têm um coração mais forte e querem um retorno a longo prazo, existem as opções em renda variável.

    Em renda fixa temos os títulos do Tesouro Direto e os fundos – que são oferecidos por bancos e corretoras. A famosa poupança e CDBs (Certificados de Depósito Bancário) são oferecidos pela própria instituição bancária.

    Já em renda variável existem as ações, fundo de ações e as ETF´s (Exchange Traded Funds). Esse tipo de investimento pode ser muito rentável, porém pedem mais cautela e conhecimento. O interessante nesse caso é buscar conhecimento. O próprio site da BM&F Bovespa dá dicas bem bacanas para quem pretende arriscar um pouquinho mais: http://www.quersersocio.com.br

    Fique atento: As aplicações de renda fixa são sujeitas a um imposto de renda de 22,5% caso o dinheiro seja sacado antes dos seis primeiros meses de aplicação e pode chegar a 15% após 24 meses.
    Já quem aplica em renda variável, o imposto de renda é de 15% e para operações de Day trade (compra e venda no mesmo dia), o valor sobe para 20%. O interessante da renda variável é que o imposto é pago somente pelo lucro obtido e pode ser deduzido de eventuais perdas.

    Não se esqueça que para investir no mercado de ações é necessário um fôlego maior. Por isso, analise qual o investimento adequado
    para o seu perfil.


    Segundo o economista e professor do Insper, José Luiz Rossi Junior “O melhor é sempre diversificar seu investimento entre diferentes formas. O importante é estabelecer suas metas e o nível de risco que você consegue suportar tendo em mente que o mercado encontra-se extremamente volátil”. Diversificar é sempre muito importante, é como dizemos: nunca deposite todos os ovos em uma mesma cesta.

    Investir a grana do décimo terceiro pode fazer a diferença no seu futuro. Já pensou em usar a renda dessa aplicação na sua aposentadoria? “O jovem deve fazer isso não só com o décimo terceiro, mas todo mês ele deve poupar para a aposentadoria, seja por meio de um fundo de investimento, seja apostando em fundos de previdência privados. Hoje existem fundos de previdência atrativos com rendimentos semelhantes a outros fundos de investimento, e com a vantagem de terem um tratamento tributário que beneficia o poupador”, completou Rossi.

    Se você tem alguma dívida, quitá-las deve ser prioridade antes de qualquer possibilidade de investimento. Ainda segundo José Luiz, isso é extremamente válido: “Geralmente as taxas de juros dos empréstimos são superiores às taxas de juros da maioria das aplicações, fazendo com que seja lucrativo para o trabalhador reduzir a sua dívida ao invés de aplicar em algum fundo de investimento”.

    Tá mais pra renda fixa? Sem problemas: http://ow.ly/7D9kH

    Ficou na dúvida do que fazer? Antes de decidir quer saber mais sobre Tesouro Direto? Então acesse: http://ow.ly/7D8rr

    Se pretende investir em renda variável, aqui vão as dicas: http://ow.ly/7LGJp

Comentários