Novidades

Comprar a casa própria é um dos passos mais importantes da sua vida

18 de novembro de 2011 - por Ação Jovem sem comentários

  • Se você quer comprar sua primeira casa própria, aposto que
    já pensou: “continuo pagando aluguel até poupar todo o dinheiro
    necessário, ou parto direto para um financiamento, economizando o valor do aluguel?” Difícil, né?

    Na verdade não existe uma opção mais correta. O certo seria fazer as contas para cada caso e analisar o valor do aluguel que se paga atualmente, o valor do imóvel que se pretende adquirir, a taxa de juros e o prazo do financiamento.

    Segundo Guilherme de Lucca, coordenador da SECOVI NOVOS EMPREENDEDORES, há muitos jovens que buscam a casa própria. Entretanto, mais que jovens, há muitas pessoas das classes C e D realizando este sonho. “A classe média alta sempre comprou imóveis. A grande novidade são as classes emergentes”, contou ele.

    O aumento do crédito ao brasileiro é um dos causadores desta situação. Segundo dados da Caixa Econômica Federal, o número de jovens com idade de até 35 anos representavam 35% nos contratos de aquisição da casa própria, até 2007. Já em 2010, o número subiu para quase 55%. Guilherme acredita que este fenômeno é a somatória de fatores econômicos brasileiros: “Além do acesso ao crédito mais cedo, o mercado está aquecido e a economia brasileira em crescimento”.

    Ainda, de acordo com coordenador, o programa “Minha Casa, Minha Vida”, do governo, ajuda muitas pessoas das classes mais baixas na aquisição do primeiro imóvel. “O programa atende pessoas que recebem até 10 salários mínimos. O déficit habitacional era de 7,5 milhões. Depois deste programa, o índice abaixou para 6 milhões.”

    Celso Petrucci, economista chefe da SECOVI SP, acredita que o jovem dos dias de hoje possui uma grande oportunidade nesse mercado. “Depois do fechamento do BNH, em 86, o jovem foi afastado do sonho da casa própria. Foram quase 20 anos sem crédito imobiliário. Vimos o cenário mudar depois de 2005, onde muitos jovens de 25 anos passaram a comprar a casa própria”, relatou. O jovem está bem preparado para encarar a responsabilidade da casa própria, e isto faz parte do processo de amadurecimento. “Hoje o nosso jovem é muito melhor formado. É costumeiro ver um casal com menos de 30 anos em plantões, fechando negócio. É uma oportunidade que pulou uma geração inteira”, completou Petrucci.


    Não se esqueça que, para assumir a responsabilidade da casa própria é necessário planejamento. A parte boa disso é que você, jovem, tem bastante tempo de juntar as economias. “Está na cultura do brasileiro ter a casa própria. A diferença é que antes apenas com 40 para 50 anos, se pensava nisso. As pessoas querem ter o seu cantinho, querem consumir. Vai de cada um ter boa cabeça e planejamento para isto”, finalizou Guiherme de Lucca.

    Antes de comprar o seu imóvel, a pegada é analisar bem as suas necessidades. Fatores como localização, tamanho e valor devem ser prioridades. É importante, também, imaginar como será o seu futuro, se tem intenção de mudar de cidade, de ser promovido, de mudar de emprego logo e etc. Não se esqueça de reservar uma graninha para pagar o ITBI – Imposto Sobre Transmissão de Bens e Imóveis – à prefeitura, taxas de registro cartorárias, e para cobrir os gastos mensais.

Comentários