Novidades

Já disse o presidente norte-americano Obama: “Se o Brasil é o país do futuro, o futuro chegou”.

21 de outubro de 2011 - por Ação Jovem sem comentários

  • E parece que chegou para ficar. Com a crise econômica mundial batendo à porta das grandes potências, o Brasil vive uma economia forte e sólida. É como se os papéis se invertessem: as grandes economias passando por dificuldades e as emergentes prosperando.

    No último dia 19, o FMI (Fundo Monetário Internacional) divulgou um estudo que prevê o nosso Real com grande potencial para internacionalização. Aí sim, né? De acordo com o órgão, o uso de reais em operações com derivativos internacionais aumentou cerca de 50% entre 2004 e 2010. Na verdade, as moedas do BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China) de maneira geral, estão com maior liquidez no mercado. A utilização da rupia indiana e do rublo russo também apresentou um crescimento significativo. Embora em período de crise, os emergentes mantiveram seus crescimentos e atraíram investimentos das grandes economias.

    O mesmo FMI também prevê que o PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro cresça em 2011, cerca de 4% – um número otimista em relação aos gringos. O Brasil hoje ocupa a oitava posição do ranking das maiores economias mundiais. A expectativa é que neste ano, nosso país passe a Itália e ocupe a sétima colocação. A Itália possui uma dívida pública próxima a 120% do Produto Interno Bruto (PIB), o que é, em termos proporcionais, duas vezes maiores que a relação entre dívida e PIB do Brasil, que atinge 56% em termos brutos.

    Com todo esse cenário, o Brasil não quer desacelerar seu crescimento. O Copom (Comitê de Política Monetária) abaixou novamente a taxa Selic (indicativa de juros), passou de 12% ao ano para 11,50% ao ano. Essa política é uma estratégia que foi adotada em agosto para estimular o crescimento econômico e suavizar os efeitos da crise mundial no Brasil.

    O governo está tomando algumas medidas para aumentar os investimentos. Recentemente, foi divulgado que a partir do ano que vem, o valor mínimo para investir no Tesouro Direto será de 30 reais. Isso mesmo. O valor que antes era de 100 reais, caiu para 30. O Tesouro Nacional também planeja ampliar o teto da aplicação máxima permitida: dos atuais R$ 400 mil para R$ 1 milhão.

    Com todos estes aspectos positivos, você não acha que está mais do que na hora de começar a investir em seu país? É fácil, seguro e ainda ajuda no desenvolvimento da nação.

    O Ação Jovem como sempre, te apoia nessa. O primeiro passo é o conhecimento.
    Já falamos por aqui de Tesouro Direto,
    lembra? http://ow.ly/73CPG

    E para os que já estão por dentro do que
    é Tesouro Direto, vale a dica do simulador:http://simuladortesourodireto.cblc.com.br/

Comentários